Sintomas

A influencia de uma boa infância para o desenvolvimento da personalidade

infancia-e-personalidadeA infância é uma fase extremamente delicada da vida humana. É quando ocorre o desenvolvimento da personalidade das crianças. É importante lembrar, que muitos dos problemas que afetam os adultos têm a sua origem nesta fase de suas vidas.

Devemos ter em mente, que tudo o que nós experimentamos na infância, deixará a sua marca em nosso cérebro., ou seja, ainda que inconsiente,  isso poderá nos afetar em algum momento, de alguma maneira.

O tipo de reforço e sua importância no desenvolvimento da personalidade

dependencia-emocionalNo momento de educar as crianças, você pode optar por um reforço positivo ou um reforço negativo. O melhor seria poder encontrar um meio termo entre estes dois extremos. O reforço positivo refere-se acelerar todas aquelas coisas que as crianças fazem bem, ignorando as coisas que fazem com menor perfeição. Isso pode resultar em uma auto-estima muito alta, de forma que as crianças não sejam capazes de assumir responsabilidade de seus erros.

O reforço negativo, no entanto, coloca ênfase especial em tudo aquilo que as crianças fazem mal. Isto pode causar uma baixa auto-estima, o que faz com que elas mesmas se desvalorizen passem a acreditar que são sempre piores que os outros.

Ambos os reforços, feitos  de forma extrema,  são negativos e determinam o desenvolvimento da personalidade de qualquer criança. Por isso, se na vida adulta, temos problemas de auto-estima, um olhar sobre a infância pode nos dar os motivos por que acontece isto.

A marca deixada pelo apego aos pais

apego-seguroNos primeiros anos de vida podemos desenvolver diferentes tipos de apego, diferentes que marcam a forma em que nós teremos a companhia uns dos com os outros em nossa vida adulta:

  1. O apego seguro – O apego seguro é aquele em que as crianças se vêem cobertas diante das suas necessidades por parte de sua mãe. Há o contato físico, a criança sabe que precisa de sua mãe, e sobretudo, que ela vai estar lá. Portanto, estas crianças desenvolvem um vínculo saudável.
  2. O apego ansioso – O apego ansioso é aquele que, desenvolvem as crianças cujas mães se mostram carinhosas e próximas apenas em algumas ocasiões, mas frias e distantes em outras. A consequência é que estas crianças tendem a desenvolver uma grande insegurança.
  3. O apego evitativo – O apego evitativo se desenvolve devido a mães insensíveis que costumam ignorar as necessidades das crianças. Como consequência, estas crianças aprendem a rejeitar “cookies” e a serem independentes. No futuro, tendem a ter grandes dificuldades para estabelecer vínculos com as outras pessoas.

Como você pôde ver, o apego seguro é o mais saudável. Contudo, o ansioso e evitativo são mais comuns do que pensamos. Uma pessoa que desenvolveu na sua infância, um apego ansioso, é muito provável que também sofra de:

  • Dependência emocional em suas relações afetivas,
  • Que tenha dificuldade para estabelecer vínculos saudáveis
  • Que tenha dificuldade de ser assertivo.

No caso de crianças que desenvolveram um apego evitativo, isto poderá ser notado emocionalmente com facilidade, fazendo com que ela evite a aproximação de outras pessoas a elas. São pessoas adultas que têm dificuldade em estabelecer vínculos sólidos com os outros.

O desenvolvimento da personalidade na infância

Como podemos perceber, o desenvolvimento da personalidade na infância é muito sensível ao tipo de reforço e o apego vivido nesta fase e que é gerado através da relação que mantêm  as crianças com os pais, em especial a relação das mães, com seus filhos.

importancia-dos-paisSerá sempre muito benéfico,  saber dar  a atenção necessária  aos pequenos, para não permitir que os problemas com gerados pela carência, possa influenciar em sua personalidade no futuro, gerando carência e dificuldades, socialmente falando. Outros problemas que podem surgir, devido à problemas vividos na infância, podem ser: Depressão, Ansiedade e Estresse.

Infelizmente, alguns pais não levam em consideração esta estapa. Não por não quererem, mas porque devido às responsabilidades e o trabalho, o tempo para cuidar das crianças é reduzido, e elas acabam ficando para segundo plano.

Não podemos esquecer que, na infância, ocorre o desenvolvimento da personalidade e que está nas mãos dos pais, fazer tudo o que for  possível para evitar que no futuro as crianças tenham determinados problemas. A dependência emocional, a incapacidade para estabelecer vínculos afetivos com outras pessoas, o medo, as inseguranças nas relações… Tudo isso não surge do nada, mas que tem o seu motivo e este se encontra lá trás… Na infância.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.