Doenças

Cirurgia para a retirada da vesícula biliar – Colecistectomia – Todas as informações sobre esse procedimento cirúrgico

sintomas-de-pedra-na vesículaA retirada da vesícula biliar acontece através de um procedimento cirúrgico conhecido como Colecistectomia. Ao apresentar problemas como a pedra na vesícula, o paciente é encaminhado para uma série de exames que confirmem a necessidade da retirada do órgão.

A colecistectomia pode ser feita de maneiras diferentes, sendo que a mais utilizada nos últimos anos tem sido através da videolaparoscopia, onde são feitas pequenas incisões no abdómen e com auxílio de um vídeo, e equipamentos pequenos, é feita a retirada da vesícula. Esse procedimento é esteticamente falando, muito prático, porque seus sinais ficam quase imperceptíveis. A recuperação também é mais rápida, contudo requer repouso e cuidados pré e pós cirúrgicos.

Quando é necessário a cirurgia?

Antes de qualquer procedimento é necessário que haja um diagnóstico comprovando a necessidade da cirurgia. Esse diagnóstico é solicitado por um médico, e comprovado através de exames de imagens como a ultrassonografia.

retirada-da-vesicula-biliarA vesícula é o órgão responsável por armazenar a bile, produzida pelo fígado. Ao alimentarmos, a vesícula recebe estímulo para liberar o líquido (bile) que ajudará na digestão dos alimentos, principalmente das gorduras. Quando a vesícula apresenta colecistite aguda, pedras ou mesmo o câncer, ela deve ser retirada, é quando há a necessidade da Colecistectomia.

Após a avaliação dos exames e confirmação da necessidade cirúrgica, o médico que acompanha o seu caso, irá instruir você sobre os próximos exames e procedimentos preparatórios. No geral, o mesmo médico que faz o seu diagnóstico, é o mesmo que faz o procedimento até o final. São médicos gastroenterologistas, que são especializados em tratamentos, cuidados e avaliações do sistema digestivo.

Ao sentir quaisquer anormalidades digestivas ainda que pequenas, você deve procurar um gastro para diagnosticar o que está acontecendo em seu organismo. Lembrando que pessoas que têm histórico familiar de pedras na vesícula, devem estar atentos, porque tê mais chances de sofrerem do mesmo problema.

Pós operatório

Como qualquer outra cirurgia, após a colecistectomia, o paciente deve resguardar o período pós-operatório, onde alguns cuidados devem ser tomados. Mas antes de falar sobre o pós-operatório, quero destacar que o período que antecede a cirurgia também requer alguns cuidados importantes.

pedras-na-vesícula

São cuidados pequenos, mas que fazem a diferença e são muito importantes para que nada saia fora do esperado.

Antes: Uma série de exames serão solicitados. Além dos exames de imagem que confirmam a vesícula doente, você também deverá passar por exames preparatórios como eletrocardiogramas e exames de sangue. Ainda será necessária uma avaliação com o anestesista. No dia da operação, o paciente deverá comparecer em jejum (pede-se 8 horas de jejum).

A colecistectomia aberta pode ser necessária, caso haja algum fato comprometedor durante a cirurgia. Se houver alguma necessidade, o médico optará por abrir, em caso de não ter uma visualização correta dos órgãos, para não correr o risco de danificá-los. Contudo isso acontece com uma frequência bem pequena e a colecistectomia é considerada uma cirurgia simples.

Veja no vídeo abaixo como funciona a colecistectomia:

Durante o pós-operatório, o paciente deve se alimentar de alimentos leves, evitando bebidas escuras como cafés, chás, bebidas gasosas no caso dos refrigerantes e evitar os derivados do leite, que poderão ser ingeridos aos poucos com o passar dos dias. Por uma semana pelo menos, o paciente deve evitar quaisquer tipos de exercícios físicos e movimentos bruscos.

Riscos da cirurgia

colecistectomiaEmbora considerada uma cirurgia simples, a colecistectomia é também uma cirurgia que expõe o paciente a algum risco. Neste caso, o maior risco é a danificação do ducto cístico. Ele fica do lado da vesícula e não havendo uma visualização eficiente, torna-se necessária a abertura para verificação.

A colecistectomia normal, não havendo nenhuma complicação, dura média de 50 minutos e a cicatrização acontece mais rápido que as cirurgias com cortes normais. Algum tempo depois de operado, o paciente deverá comparecer a uma nova consulta para avaliação do pós-operatório e instruções para melhor conviver com a nova fase, sem sintomas, sem pedras e sem vesícula.

 

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.