Sintomas

Como atua o cérebro de quem quer deixar de fumar

Antes falarmos sobre a atuação do cérebro quando decidimos parar de fumar, devemos considerar que fumar é um ato mecânico e repetitivo que nos condiciona, sobretudo, psicologicamente. De controlar esses impulsos depende o sucesso na hora de deixar este hábito, que é muito prejudicial à saúde! Um estudo recente sobre os hábitos para deixar de fumar, trouxe novidades importantes.

efeito-da-nicotina-no-cérebro

  • Foi revelado que a possível força ou a fraqueza de nossos mecanismos cerebrais de inibição do cérebro serve para condicionar a facilidade ou dificuldade para parar de fumar.
  • Para muitos fumantes, deixar de fumar é algo muito complexo.
  • A nicotina é o primeiro elemento viciante, mas há muito mais.

O comportamento automatizado para deixar de fumar

consequencias-do-cigarroFumar é um comportamento automatizado e só pode ser controlado (e também inibido) através de circuitos cerebrais específicos. Este tipo de circuitos seriam interrompidos e não funcionam corretamente em muitos fumantes. A pessoa que fuma um maço de cigarros diário de cigarros chegou a converter este hábito em algo repetitivo, que precisa ser trabalhado, forma que necessite fazer todo um trabalho mental. E isso vai muito além da dependência da nicotina ou outras substâncias inerentes ao tabaco.

Um dos dados apontados nas pesquisas, é que o efeito do tabaco faz com que o nível de oxigenação do sangue do circuito de controle da inibição, seja maior é a probabilidade de que a pessoa resista à tentação de fumar seja mais positiva. Assim, teria importantes condicionantes neurobiológicos que explicaria por que alguns fumantes têm mais dificuldades para deixar de fumar. Com estes dados em mãos, os cientistas analisam o possível potencial dos diferentes tratamentos, sejam em forma de medicamentos ou de mudanças de comportamento. Estas terapias teriam como finalidade reforçar a comunicação no circuito de controle da inibição das pessoas quevfumam. E ajudar essas pessoas a deixar de fumar.

Detalhes dos testes realizados

parar-de-fumarNa origem destas investigações, foram examinadas redes de controle inibitório no cérebro de vários fumantes. Estes eram dependentes da nicotina e comprometeram-se a testar um programa de abandono do hábito de fumar de várias semanas de duração.

No início do programa, os pesquisadores utilizaram  a ressonância magnética funcional para monitorar a atividade cerebral. Uma vez que os pacientes que queriam deixar de fumar realizavam tarefas de controle inibitório. Os participantes do estudo tinham que apertar uma tecla do computador cada vez que aparecesse um círculo de cor na tela. Em algumas ocasiões, poderiam aparecer um círculo de outra cor. As respostas relacionadas ao nível de oxigenação do sangue indicam que o cérebro usava mais recursos para inibir a resposta automática de pressionar a tecla quando aparecia o círculo “estranho”.

Conclusões dos estudos

fumar-é-prejudicial-a-saúdeParar de fumar melhora a memória! Depois de dois meses, entre os participantes que queriam deixar de fumar, 50% o teriam conseguido. Os pacientes que não conseguiram deixar de fumar, tiveram pontuações tão boas na tarefa de controle inibitório quanto aqueles que abandonaram o tabaco com sucesso. No entanto, a impressão que dava é de que seu comportamento automatizado era muito forte e muito assimilado. Estes testes reafirmam que as diferenças biológicas podem ajudar a explicar por que alguns fumantes que estão tentando deixar de fumar têm mais sucesso que outros.

Bons hábitos para deixar de fumar

  • O primeiro passo para deixar de fumar é identificar aqueles momentos em que existe maior propensão para fumar. Porque é de manhã? O após a refeição ou após ter tido relações sexuais? Você dirigindo um carro?
  • Funciona também pedir a ajuda da família, amigos e colegas de trabalho. Há que informar a data em que o tratamento começa. Então o fumante tem que se desfazer de todos os seus charutos e o traço dele.
  • Além disso, você deve limpar tudo o que cheire a fumaça, como roupas e móveis.
  • Naqueles lugares onde havia o costume de ter cigarros, você pode colocar guloseimas, doces ou biscoitos.
  • É eficaz, principalmente para pessoas muito dinâmicas, ou nervosas, encontrar atividades que ocupam as suas mãos e tenha a mente divertida.
  • Tente os jogos no celular ou palavras cruzadas.

cigarroUm novo estilo de vida

Há que mudar os hábitos diários e o horário. Isso supõe uma ajuda para deixar de fumar. Por exemplo, comer em horários diferentes, várias pequenas refeições em vez de grandes, mudar de quarto, mobiliário, etc.

O exercício é sempre positivo, e também para deixar de fumar. Além de reduzir a ansiedade e o stress,  isso cria uma sensação de bem-estar físico e mental, que reduz a necessidade de fumar.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.