Dor de

Dor no peito – Principais causas e cuidados

Ao sentir dores no peito, você deve ligar o sinal de alerta e rapidamente procurar investigar a causa. Essa que é uma dor muito característica em pessoas que estão enfartando é o principal aviso para você buscar ajuda médica. É claro que as dores no peito também podem indicar problemas mais simples, mas que em nenhuma hipótese devem ser ignorados.

dor-no-peito

Não entre em desespero, leia atentamente este texto, e descubra as principais causas e que cuidados tomar ao sentir dores no peito.

Sentir a dor no peito pode ser sinal de problemas no esôfago, problemas musculares, ou problemas cardíacos. É o que apontam pesquisas realizadas por estudantes de medicina de Michigan. Embora o resultado aponte como menor, o sinal de problemas cardíacos, ao sentir qualquer dor nessa região, não deixe de informar, ou buscar ajuda de um profissional da saúde.

O que pode significar a dor no peito?

dor-no-peito-causas

  • Hipertensão – Dor no peito é uns dos sintomas que sente uma pessoa com pressão alta. Manter a pressão controlada é o melhor remédio para prevenir a dor.
  • Problemas na vesícula biliarQuando a dor acontece do lado direito do peito, há possibilidades de a vesícula biliar ser causa dores na região toráxica, e o tratamento nesse caso, é a cirurgia para a retirada: a colecistectomia.
  • Consequência de alguma pancada – Quando você sofre um impacto forte, é comum que a dor no peito fique evidente na caixa toráxica, que é a parte óssea que protege órgãos vitais como o coração e os pulmões. Alguns desses ossos, inclusive os da costela, ao sofrerem algum impacto podem passar por períodos de inflamação que causam a sensação de dor.
  • Problemas digestivos – Neste caso a dor é sentida na região do tórax, e ela acontece por causa da expansão ou contração do esôfago. O que podemos chamar também de espasmo do esôfago.
  • InfartoO caso mais sério da dor no peito. A dor no peito representando o infarto, vem acompanhada de uma sensação de formigamento em partes do lado esquerdo do corpo, como boca, braços e pescoço. Além disso, o paciente pode ainda apresentar falta de ar, a sensação de aperto no peito e sentir palpitações constantes. Essa dor pode acontecer alguns dias antes de o paciente sentir o mal estremo do infarto. Conhecidos como isquemia cardíaca, os sinais de infarto devem ser tratados o quanto antes para diminuir os riscos de problemas maiores.

Outras causas de dor no peito podem ser:

  • gastriteProblemas nas veias ou aorta
  • Herpes
  • Hipertensão dos pulmões
  • Problemas gástricos como gastrites e úlceras
  • Embolia pulmonar
  • Pneumonia
  • Artrite

Como evitar a dor no peito

É difícil falar uma forma específica de evitar a dor no peito, já que ela pode ter causas variadas e distintas. Contudo, algumas precauções simples podem diminuir os riscos de sofrer essas dores.

  • Procurar manter a calma e viver livre do estresse e da ansiedade são excelentes formas de evitar a dor no peito por fatores psicológicos e emocionais.
  • Fazer atividade física regularmente, é também uma forma de evitar não apenas as dores no peito, mas inúmeros outros problemas de saúde. A prática de exercícios, afasta o risco de você sofrer com problemas cardíacos.
  • Cuidar da alimentação é também uma forma de deixar a dor no peito bem longe. A alimentação saudável é responsável pelo melhor desempenho do organismo.
  • Alguns chás podem servir como preventivos naturais contra dores e problemas que originam dores. Alguns são calmantes, relaxantes e ajudam a desacelerar os processos de ansiedade, estresse e inquietude. Camomila e maracujá são exemplos desses chás naturais.

Tratamento para dor no peito

causas-da-dor-no-peitoO tratamento da dor no peito, é feito de acordo com a causa diagnosticada. Sendo que em caso de pedras na vesícula, a colecistectomia será a solução.

Se a causa for psicológica, os tratamentos vão variar entre terapias e medicamentos, sendo recomendados os tratamentos naturais.

Tomar remédio para aliviar a dor, pode surtir efeito positivo, contudo, momentâneo. Isso reafirma a importância de relatar a um médico a dor afim de diagnosticar e tratar da forma correta a dor.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Paulo Barbosa de Souza diz:

    Foi muito bom poder ter acesso a este artigo, curou minhas preocupações, posso me cuidar tranquilamente. Obrigado.

    • Dicas de Beleza diz:

      que ótimo Paulo! é uma grande satisfação que nossos leitores, encontrem o que buscam. Vale lembrar, que quaisquer anormalidades devem ser levadas ao conhecimento de um médico. ok! Abraço

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.