Suplementos

Que tal aumentar os níveis de testosterona naturalmente?

testosteronaA Testosterona é considerada o principal hormônio masculino, mas pode também ser encontrado em mulheres (produzido nos ovários e adrenais). Trata-se de um esteroide o que significa ser formado a partir do colesterol. Sua função principal é o desenvolvimento dos órgãos sexuais masculinos e também o auxílio no aumento da massa muscular, massa óssea, crescimento de pelos e libido.

É fundamental manter os níveis de testosterona dentro do padrão adequado. Este importante hormônio ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, diabetes além de auxiliar no controle do estado mental. Para os homens, considera-se normal quando os valores estão entre 240 – 950 ng/dl e para as mulheres, quando os valores estão entre 8 a 60 ng/dl.

A seguir, relacionaremos algumas questões básicas e importantes para você entender melhor a respeito da testosterona.

TESTOSTERONA – PARA QUE SERVE?

  • massa-muscularAumentar a massa muscular;
  • Aumentar a força física;
  • Aumentar a quantidade de pelos do corpo;
  • Aumentar a sensação de bom humor e bem estar;
  • Aumentar a massa óssea;
  • Desenvolver os tecidos sexuais masculinos;
  • Estimular a produção de espermatozoides;
  • Estimular a libido;
  • Ajudar no desempenho sexual;
  • Engrossar a voz;
  • Diminuir a quantidade de gordura no corpo.

A testosterona, no corpo masculino, é produzida nos testículos; já no corpo feminino, ela é produzida nos ovários e nas glândulas suprarrenais. Porém, a quantidade produzida pela mulher é bem inferior à produzida pelo homem.

TESTOSTERONA – EFEITOS DA BAIXA TESTOSTERONA

A produção hormonal é mais intensa entre os 20 e 24 anos de idade. A partir dos 30 anos inicia-se um a diminuição desta produção. Essa perda gradativa dos níveis de testosterona vai provocando no corpo masculino alguns efeitos colaterais como veremos a seguir. Antes, ressaltamos que níveis de hormônios livres entre 300 ng/dl e 900 ng/dl mostrados em exames são sinais de baixa quantidade de testosterona no organismo que pode causar:

  • testosteronaImpotência sexual;
  • Disfunção erétil;
  • Perda da libido;
  • Atrofia dos testículos;
  • Redução da fertilidade;
  • Perda de massa muscular;
  • Problemas de memória;
  • Mudanças de humor;
  • Perda de força;
  • Obesidade;
  • Queda de cabelo;
  • Aumento da gordura corporal;
  • Insônia;
  • Cansaço e indisposição;
  • Aumento do risco de diabetes;
  • Depressão;
  • Acne;
  • Aumento da oleosidade da pele.

Alimentação inadequada, idade avançada, uso de medicamentos e doenças são algumas das causas da diminuição na produção da testosterona.

A partir dos 40 anos de idade, os níveis hormonais diminuem em media 1% ao ano. Este é considerado um dos principais resultados do envelhecimento masculino. Para os homens que estão passando por esta fase, é recomendado que seja feita uma suplementação afim de controlar os efeitos da diminuição hormonal como a queda de cabelo, a perda de massa muscular, a redução da gordura corporal e a queda no desempenho sexual.

TESTOSTERONA – COMO AUMENTAR DE FORMA RÁPIDA E NATURAL?

Diariamente ocorre a produção de testosterona no organismo. Contudo, essa produção pode ser ampliada se mudarmos nossa alimentação fazendo a inclusão de alimentos que a estimulem ou mesmo de suplementos desde que na medida adequada.

Abaixo, listamos alguns dos principais alimentos que estimulam a produção natural desse hormônio:

  • ovosZinco– podemos encontrá-lo em produtos como castanhas, nozes, fígado além de outros tipos de carnes (em quantidade inferior). Sem o zinco, o organismo tem mais dificuldade na liberação da testosterona;
  • Vitaminas C– se os níveis de cortisol estiverem altos, a produção de testosterona cai. Para diminuir o cortisol, fazemos uso da Vitamina C que é facilmente encontrada em frutas, como por exemplo, morango, limão, acerola entre outras;
  • Gordura– o consumo de gorduras saturadas deve ser sempre evitado. Contudo, a introdução de alimentos que comportem gorduras boas é essencial para o aumento dos níveis de testosterona, sendo a testosterona um derivado do colesterol, o consumo de lipídeos auxilia o aumento da sua produção. Encontramos os lipídeos em: azeite de oliva extra virgem, castanhas, peixes e também em alguns óleos de origem vegetal;
  • Ovos– o ovo é o alimento mais recomendado em dietas de hipertrofia. Por ser rico em proteínas assim como a carne magra, o ovo auxilia na produção do hormônio.

Apesar de bem informados, precisamos sempre buscar auxilio profissional quando o assunto é saúde. Por isto, recomendamos que antes de fazer qualquer alteração na sua dieta, um nutricionista deve ser consultado a fim de balancear sua alimentação introduzindo ou retirando aquilo que seu organismo precisa reter ou descartar. Procure um médico para que através de exames específicos você possa alcançar melhores resultados. A sua saúde deve estar em primeiro lugar.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.