Doenças Remedios Para Sintomas

Sapinho na boca e língua em bebês – é contagioso? Como tratar?

sapinho-em-bebêInfecção que acontece na boca, o Sapinho é em si, a candidíase oral. Ele acontece devido ao contato com outra pessoa contaminada ou por alterações que acontecem na composição química da boca, por motivos como o uso de medicamentos.

Perceber o sapinho não é difícil e um dos seus primeiros sinais aparece na língua, que pode ficar esbranquiçada ou amarelada. Os sinais podem aparecer nos arredores da boca, gengiva, céu da boca e até nos lábios. Doença muito comum em bebês, o sapinho passa uma aparência de resto de leite que não sai da língua.

Sintomas do Sapinho

Há pessoas que confundem o sapinho com outras anomalias na boca, contudo, algumas características da infecção, a diferem das aftas por exemplo. Fique atento aos sinais que o sapinho apresenta:

sintoma-de-sapinho

  • Sabor desagradável na boca;
  • Manhas que se removem, mas que deixam marcas e irritação na pele;
  • Manchas brancas ou amareladas;
  • Lábio avermelhados;
  • Dificuldade de deglutição;
  • Sensação de ardência na boca.

Atenção mamães! Em bebês, o sapinho pode ser identificado, quando além das manchas, você percebe que há dificuldade para se alimentar ou engolir. Quando se nota o desconforto.

Como se pega? É contagioso?

higienização-das-chupetasO sapinho é causado pelo vírus Candidaalbicans, que é um vírus comum na boca, na parte da flora natural dessa região, que auxilia no processo inicial da digestão alimentar. Contudo, a sua alteração pode ser transformada em infecção.

A baixa da imunidade pode ser o principal motivo de Candidíase oral, contudo, não se pode descartar como causa, a má higienização da boca.

No caso de gravidez, o sapinho pode acontecer com mais facilidade, devido à maior vulnerabilidade em que no geral a mulher se encontra neste período. Neste caso, a melhor recomendação é o bom hábito alimentar.

Nos bebês, em quem mais vemos o problema, o sapinho acontece devido à higienização inadequada das chupetas, mamadeiras e até porque elas têm facilidade de levar a mão na boca. Na fase em que o bebê ainda está se alimentando das papinhas e mamadeiras é quando ele ainda está na fase mais fácil de se infectar, pois é quando o seu sistema imunológico ainda está em desenvolvimento.

Quando faz o uso de antibióticos, o bebê também fica mais vulnerável a ter o sapinho. Isso acontece porque um dos efeitos colaterais desse tipo de medicamento é fragilizar o sistema imunológico. O mesmo pode acontecer, se a mãe amamentando também estiver fazendo o uso de antibióticos.

Como tratar? Remédios

O Fluconazol é o medicamento mais utilizado para o tratamento de sapinho. Outra opção é o Miconazol. Ambos são antifúngicos e são usados por até duas semanas uma vez ao dia. Há comprovação de 90% dos usuários destes medicamentos.

higienização-correta-das-mamadeirasÉ claro que o uso dos medicamentos deve ser conciliado com outros cuidados como a alimentação e a higiene:

  • Escovar além dos dentes, língua e gengivas;
  • Evitar o uso de antissépticos bucais;
  • Evitar o consumo de alimentos ricos em açúcares;
  • Evitar bebidas alcoólicas;
  • No caso de bebês, redobrar os cuidados na higienização das chupetas, mamadeiras;

O tratamento em crianças é obviamente feito com posologias diferentes, afinal, uma criança não pode tomar a mesma dosagem que um adulto. Uma opção indicada também, é o uso de alimentos com lactobacilos vivos e os iogurtes naturais, que são alimentos muito eficientes na limpeza da flora intestinal e também de toda a flora bucal.

No caso de crianças que mamam no peito, a mãe deve se atentar à limpeza e higienização correta. Isso além das infecções bucais, vai prevenir outras possíveis infecções.

Remédio Natural para o tratamento de Sapinho

romãUm remédio natural indicado para tratar o sapinho é o chá de romã, uma vez que a romã é rica em antissépticos naturais. Outra opção é o gel de Nistatina.

Mas atenção! Antes de iniciar quaisquer tratamentos, até mesmo os naturais, é importantíssimo levar ao conhecimento de um médico.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.