Doenças

Surto de Sarampo – Dicas de como evitar, prevenir e tratar

sarampoContagioso, o sarampo é uma doença infectocontagiosa que se caracteriza pelo aparecimento de bolinhas vermelhas por todo o corpo. Esta é uma doença causada pelo Morbillivirus, que causa a morte de muitas crianças em países menos desenvolvido.

A vacinação é a maneira mais eficaz de prevenir à doença e foi assim que segundo a OPAS (Organização Pan Americana da Saúde), o Brasil conseguiu erradicar a doença no ano de 2016. Erradicação que não dura em todo o país até os dias atuais, já que nos estados de Roraima e Amazonas, vem acontecendo novos surtos do sarampo, e foi pensando nisto, que pensamos na importância de algumas informações sobre o tema.

Como evitar o Sarampo?

tríplice-viralA vacinação é a principal forma de evitar o sarampo, e é por esta razão que os bebês devem ser vacinados nos primeiros meses de vida. É quando ele toma a vacina tríplice viral, que previne além do sarampo, a rubéola e a caxumba. Com um ano e três meses, é a hora de tomar a vacina tetra viral para fortalecer a imunidade contra estas doenças e também a varicela. Uma vez não estando vacinada, deve se evitar o contato desta criança com pessoas que estão contaminadas.

Não se engane! A vacina contra o sarampo, não é apenas para crianças. Até os 29 anos de idade, pessoas que nunca tiveram a doença podem ser vacinadas, tomando duas doses da vacina com um intervalo de 30 dias entre cada dose. Dos 30 até os 49 anos, o adulto tomará dose única da vacina, lembrando que pessoas que já tiveram o sarampo, são auto-imunes à doença.

Qual o tratamento para Sarampo?

Não existe forma específica de tratar o sarampo, mas sim os seus sintomas. O paciente deve se submeter a alguns cuidados para tornar aliviar o desconforto dos sintomas e também para evitar a propagação da doença. Entre os principais cuidados está:

  • Fazer a suplementação de Vitamina A;
  • Alimentar-se de forma a manter fortalecido o sistema imunológico;
  • Ingerir bastante líquido, dando preferência a água;
  • Fazer o uso correto dos medicamentos indicados pelo médico para febre, náuseas, vômito e possíveis dores.

Ao identificar a doença e a aparição das manchas ou bolinhas vermelhas no corpo, o paciente deve se manter em repouso durante quatro dias que são considerados período infeccioso. Neste período, então se deve evitar o contato com aglomerado de pessoas. Este tempo pode se estender um pouco mais, dependendo do tempo determinado pelo médico.

Mas o que é o sarampo?

surto-de-sarampoO Sarampo é uma doença altamente contagiosa, que afeta em maior número crianças, mas também pode afetar pessoas adultas que não foram imunizadas. É importante lembrar que o não tratamento da doença, pode resultar em sérios problemas, levando o paciente ao óbito.

É mito dizer que existem tipos diferentes da doença, existe na verdade graus, que quanto mais avançados, mais complicações podem trazer ao paciente. Outras doenças que estão diretamente relacionadas ao vírus causador do sarampo são:

  • Catapora
  • Herpes
  • Varicela

Contaminar-se pode acontecer através das secreções expelidas pela boca e pelo nariz, ou seja, você pode ser contagiado através da respiração, da conversa, do espirro, do beijo… Estar em ambiente fechado com um aglomerado maior de pessoas, aumenta as chances de contágio.

Por se tratar de uma doença infecciosa e altamente contagiosa, você não deve esperar para buscar um médico, logo aos primeiros sintomas identificados. Crianças com a doença, devem evitar colégios e locais públicos enquanto fazem o tratamento adequado, que também pede repouso.

Principais sintomas da doença

Os sintomas do sarampo começam a aparecer em média, entre o 7º e o 18º dia do contágio, esse é o tempo que sintomas-de-sarampoleva para acontecer a incubação do vírus. Para identificar e tratar, os sintomas principais são:

  • Manchas avermelhadas por todo o corpo, sobretudo na parte de trás da orelha.
  • Conjuntivite;
  • Febre;
  • Prostração;
  • Coriza;
  • Febre;
  • Fotobia

As manchas avermelhadas não são os primeiros sintomas do Sarampo, no geral, elas aparecem de 4 a 5 dias após o aparecimento dos demais sintomas. É importante o paciente estar atento e cuidar, porque quando estas manchas aparecem, é quando o vírus está em alto poder de contágio. Outra observação importante, é que a partir do sarampo, o paciente fica também pré disposto a passar por problemas como diarreia, lesões no sistema nervoso, pneumonia e infecção de ouvido.

É perceptível quando o paciente começa a se recuperar, quando as manchas começam a escurecer e a febre diminui, até que se volte ao normal.

Referencias:

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Folha informativa sobre o sarampo. Disponível em https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5633:folha-informativa-sarampo&Itemid=1060

INFORME EPIDEMIOLÓGICO DO SUS. A evolução do sarampo no Brasil e a situação atual. Disponível em http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?pid=S0104-16731997000100002&script=sci_arttext

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Realmente o surto de sarampo é algo preocupante

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.