Vitaminas

VITAMINA K – NÃO CONSUMA EM EXCESSO! 

vitamina-kPertencente ao grupo de vitaminas hidrofóbicas e lipofílicas,  a Vitamina K se divide em  formatos K1, K2 e K3, das quais vou falar para você:

  • K1: Pode ser encontrada nos vegetais, as principais fontes são os óleos e as hortaliças que podemos colocar entre legumes e frutas também
  • K2: É um tipo produzido naturalmente pela própria flora intestinal;
  • K3: Fabricada em laboratórios, principalmente em suplementos alimentares, para complemento da carência.

Muito conhecida, a Vitamina K é de extrema importância para o organismo, por ajudar na coagulação sanguínea e  na saúde dos ossos.

 

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS FONTES DE VITAMINA K?


A Vitamina K encontra-se presente em diversos tipos de alimentos, dentre eles, as hortaliças. Conheça as principais fontes:

  • fontes-de-vitamina-ka alface,
  • agrião,
  • brócolis,
  • cenoura,
  • couve-flor,
  • nabo,
  • rúcula

 

Pode-se ressaltar que as frutas, assim como alguns outros alimentos são ricos em Vitamina K:

 

  • fontes-de-vitamina-kabacate,
  • amora,
  • ameixa,
  • banana,
  • figo,
  • uva
  • limão.

Outras ervas como aipo, manjericão, coentro, sálvia, manjerona, orégano, salsa, e o tomilho, são fontes de Vitamina K, que pode ainda ser encontrada no azeite de oliva, no fígado bovino, fígado de frango e nos ovos.

 

VITAMINA K – QUANTIDADE RECOMENDADA PARA CONSUMO

O Consumo de Vitamina K diariamente, deve ser de no máximo 25 mg por uma pessoa adulta. Essa quantidade deve ser reduzida para até 10 mg diária, se for consumida por gravidas ou lactantes. No caso de crianças, não uma quantidade mínima especificada

 

VITAMINA K – EXCESSO DE VITAMINA K

O consumo em  excesso de Vitamina K acontece com raridade, e quando acontece é devido à alimentação, pode também ocorrer, devido ao uso de suplemento alimentar desta vitamina em doses incorretas ou sem a orientação de um profissional de saúde,  no caso, um nutricionista.

vitamina-k-em-excessoO excesso de Vitamina K pode causar a formação de coágulos no sangue, que podem resultar em problemas mais sérios de saúde como trombose e as embolias.

Exagerar na dose dessa vitamina é contudo, arriscado, pois o excesso pode interferir até em resultados de medicamentos dos quais você faz o uso. Um exemplo desses medicamentos são os anticoagulantes, ou os anticonvulsivos.

Para que a Vitamina K contribua para a coagulação sanguínea, cicatrização, saúde óssea, fixação do cálcio e controle de hemorragias, ela deve ser ingerida na quantidade certa.

Fazer exames para a constatação de seu excesso ou sua falta são neccessários pelo menos uma vez por ano. E Lembre-se: Somente um médico poderá prescrever a quantidade e a formulação correta para você, caso haja a neccessidade de sulplementação da vitamina K

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.