Dor de

Dor nos seios – O que é?

 

auto-exame-das-mamasCom o aumento da quantidade dos casos de câncer de mama, tornou-se muito comum notarmos mulheres preocupadas com a doença quando sentem algum tipo de dor nos seios. Esta preocupação é extremamente correta, afinal é fundamental estar consciente sobre as possíveis causas deste tipo de dor. Mas a boa notícia é que na maioria das vezes a dor não esta relacionado ao desenvolvimento do câncer.

Em qualquer momento da vida a mulher pode ser acometida pela dor nos seios. Leia o artigo abaixo para saber quais são os principais tipos de dores nos seios e como fazer para evitá-las.

 

DOR NOS SEIOS – PRINCIPAIS TIPOS

 mastite

Também conhecida como mastite, a dor nos seios possui diversos fatores que podem afetar a sensibilidade e, consequentemente, o aparecimento dos sintomas:

  • Tamanho dos seios: a dor nos seios pode ser provocada pelo tamanho das mamas e ainda pode se irradiar para o pescoço, ombro e costas;
  • Hormônios: a dor nos seios causada pelos hormônios reprodutivos e pelo ciclo menstrual é muito comum e não preocupante;
  • Os antidepressivos também são medicamentos que podem provocar dor nos seios;
  • Cirurgia: para mulheres que realizaram algum tipo de cirurgia nos seios, é provável que sinta dores até que haja a completa recuperação do local;
  • Cistos mamários: é a chamada doença fibrocística da mama, tratando-se de nódulos benignos que surgem por conta dos estímulos hormonais;
  • Nível de ácidos graxos desequilibrados: dentro das células das mamas, esse fator cria maior sensibilidade e dor;
  • Medicamentos: especialmente os hormonais, tais como as pílulas anticoncepcionais orais e também tratamentos para casos de infertilidade;
  • A gravidez também pode influenciar no desenvolvimento da dor nos seios, juntamente com a mastite (inflamação que aparece durante a lactação), porém a mesma dor também pode se apresentar em mulheres que não estão amamentando.

Por fim, caso os sintomas da dor permaneçam por tempo prolongado, faça o toque de mama e procure identificar por nódulos ou qualquer outro tipo de anomalia em seus seios. Também não deixe de procurar ajuda médica. Lembre, a saúde do seu corpo deve ser sempre considerada em primeiro lugar.

 

DOR NOS SEIOS – RELAÇÃO COM O CANCER DE MAMA

seios-doloridos Raramente a dor nos seios possui relação com o câncer de mama. Logo, tanto as dores como o aparecimento de cistos benignos não são sinais do carcinoma e não significa que você está desenvolvendo a doença.

A dor nos seios esta mais relacionada com doenças benignas do que com o câncer de mama, logo não gaste seu tempo se preocupando sem motivo. Mas também não deixe de se cuidar, caso a dor nos seios permaneça por um longo período de tempo, consulte seu médico. Ele poderá realizar uma avaliação e identificar o tratamento mais adequado para o seu caso.

 

DOR NOS SEIOS – COMO PREVENIR

 

dor-nos-seiosIndependentemente das causa da dor nos seios, pode-se evita-la com algumas ações bem simples, pois na maioria das vezes, estão relacionadas com o estilo de vida de cada mulher. Abaixo serão apresentadas algumas ações que podem ajudar você a se prevenir das dores nos seios:

  • Nunca use sutiãs que deixem os seios muito apertados;
  • Evite a cafeína caso você perceba que isso pode agravar a dor;
  • Procure manter um peso adequado;
  • Sutiãs esportivos são recomendados durante os exercícios físicos;
  • Alimente-se de forma saudável, evitando as gorduras e os carboidratos simples.

 

DOR NOS SEIOS – COMO COMBATER

O tratamento da dor nos seios poderá variar dependendo da causa diagnosticada pelo médico, porém na maioria dos casos, são recomendados medicamentos facilmente encontrados nas redes de farmácia, sendo possível perceber que alguns desses medicamentos são prescritos pela maioria dos profissionais de saúde para controlar a dor nos seios, especialmente quando a dor não esta relacionada ao ciclo menstrual:

  • Dipirona;
  • Ibuprofeno;

Por fim, fique sempre atenta aos sinais e alertas do seu corpo, pois a saúde deve ser considerada sempre em primeiro lugar. Evite iniciar o uso de qualquer medicação sem antes consultar o seu médico. Fazer uso de medicamentos sem recomendação médica poderá trazer inúmeras complicações para sua saúde.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.