Sintomas

Fique atento aos sinais e sintomas do infarto

Conhecido como infarto agudo do miocárdio, o bloqueio do fluxo de sangue para o coração. Esse processo ao acontecer, é conhecido como processo de emergência, em que a saúde passando por sérios riscos.

infarto-do-miocardio

Quando a passagem do sangue para os músculos do coração é interrompida, acontece também a insuficiência de oxigênio, após este acontecimento, os músculos do coração ficam danificados, podendo ocasionar a morte do indivíduo.

Não incomum, o infarto é um acontecimento vivido por pelo menos 150 mil pessoas durante o ano apenas no Brasil.

Conheça os tipos de infarto

tipos-de-infartoPoucas pessoas sabem, mas os tipos de infarto do miocárdio são três: o Branco, o vermelho e o agudo, dos quais irei falar agora para que você conheça.

Infarto Branco – é caracterizado pela obstrução da passagem do sangue das artérias, mas não provoca hemorragia, contudo o que o diferencia é que ele obstrui a passagem do sangue, não apenas para o coração, mas também impede que o sangue chegue aos rins, baço e até ao cérebro.

Infarto Vermelho – Ao contrário do branco, este é o tipo de infarto que provoca quadro de hemorragia intensa ao paciente. Devido a essa característica, a pessoa que sofre esse tipo de infarto, tende a desenvolver hematomas avermelhados nas áreas onde acontece, que podem ser notados também em órgãos onde há maior circulação sanguínea.

Infarto agudo – Mais comum entre os três tipos de infarto, o infarto agudo do miocárdio é caracterizado como mau súbto, repentino e intenso.

Principais causas e fatores de risco

Por ser uma doença que se origina de vários fatores, o infarto pode se acontecer de maneira rápida e podendo ser tratado se cuidado logo no princípio, ou o infarto pode ser uma doença fatal. As principais causas, você precisa conhecer:

  • causas-do-infartoSedentarismo
  • Estresse
  • Depressão (quadro crônico)
  • Alcoolismo
  • Tabagismo
  • Hipertensão
  • Pré disposição genética e hereditariedade
  • Aumento da idade (homens média de 45 anos e mulheres média de 55 anos)
  • Uso de drogas
  • Obesidade
  • Medicamentos controlados

Pode-se então perceber, que o infarto, é consequência de atitudes rotineiras e não saudáveis, que praticamos em nosso dia-a-dia.

 

Identifique os sintomas, e saiba se você está enfartando

 

Embora nem sempre o infarto apresente sintomas aparentes, alguns pequenos sinais, podem servir de sinais de alerta ainda que bastante lentos.

Nos piores dos casos, os sintomas começam de forma tão insignificante, que o paciente não tem noção do que pode estar por vir. Do queixo até o umbigo estão todos os pontos onde podem aparecer os sinais. Para ajudar você a não deixar de perceber, relacionamos abaixo os principais sintomas:

  • dor-no-peitoAnsiedade
  • Queimação ou ardor no peito
  • Sensação de aperto
  • Náuseas
  • Palpitações e aceleração dos batimentos cardíacos
  • Sensação de formigamento e dormência nas mãos ou nos braços
  • Ondas de suor
  • Sonolência
  • Tontura
  • Vômito
  • Dor nas costas, ombros e pescoço
  • Dificuldade respiratória
  • Mal-estar

Como dito, esses sinais podem aparecer, dias antes do infarto em si, representando apenas sinais de que algo não está certo em seu corpo, indicando que você precisa buscar ajuda médica o quanto antes. A investigação da doença, quanto antes identificada maior é a chance de cura. Portanto se você não quer fazer parte desse grande número de pessoas que sofre de infarto, fique atento aos seus hábitos de vida, às prevenções e sobretudo aos sinais do infarto.

Tratamento do infarto

como-prevenir-o infartoUma vez identificados os sinais, o tratamento para o infarto, é feito através de medicações para melhorara a circulação sanguínea, medicações para desfazer os coágulos já existentes e para prevenirem a formação de novos coágulos. É feito também, o uso de medicamentos para o controle do colesterol e analgésicos para os casos de dor.

Acompanhado por angiologista, o paciente com risco de infarto, pode ser também submetido à cirurgias de cateterismo, que é uma alternativa, quando apenas os medicamentos não suficientes para diluir os coágulos.

Em casos ainda mais graves, costuma-se fazer como tratamento, a cirurgia para a implantação de ponte safena, que exige muito cuidado da parte do paciente, no sentido de fazer exercícios respiratórios e alongamentos musculares além de atividades fisioterapêuticas que melhorem o seu condicionamento físico.

Como prevenir o infarto?

Bom, prevenir o infarto, é uma questão que exige disciplina do indivíduo. Uma vez, com pré-disposição ao desenvolvimento da doença, o paciente deve trocar os hábitos de vida, deixando a vida comum e sedentária de lado e passando a ter hábitos saudáveis. Veja dicas importantes para afastar as chances de infarto:

  • atividade-físicaManter o peso na medida certa
  • Alimentar de forma saudável
  • Praticar regularmente atividades físicas, ainda que leves (pelo menos três vezes por semana)
  • Manter a pressão arterial sobre controle
  • Priorizar uma boa noite de sono
  • Excluir o uso do cigarro (inclusive ficar próximo de fumantes)
  • Não tomar bebidas alcoólicas demasiadamente
  • Manter as visitas ao médico em dia
  • Ter uma rotina de exames pelo menos uma vez ao ano
  • Controlar o diabetes

Tendo em seu conhecimento as causas, os sinais, sintomas, tratamentos e forma de prevenir, então é chegada a hora de unirmos para um mundo mais saudável e mais distante dos casos de infarto.

 

 

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.